Expectativa de vida e as relações sociais.

É fato, as relações sociais aumentam as expectativas de vida, conforme a publicação na revista científica PLoS Medicine da Universidade Brig...

É fato, as relações sociais aumentam as expectativas de vida, conforme a publicação na revista científica PLoS Medicine da Universidade Brigham Young, em Utah, nos EUA. Assim, amigos, família, vizinhos e colegas- aumentam as chances de viver mais em 50%, após estudo e acompanhamento de sete anos e meio.

Quanto a qualidade, os efeitos de relações negativas são agrupados com os efeitos de relações positivas no cotidiano, e quando o sujeito está ligado a um ou mais grupos – seja a família, a amigos ou quaisquer outros – este assume responsabilidades por ou com outras pessoas, e assim, passa a cuidar melhor de si mesmo, logo corre menos riscos de omissão de auto cuidado pois passamos a perceber através das relações a nossa própria importância. Esse efeito de proteção mútua e coletiva não é isolado em adultos mais velhos, relacionamentos fornecem um nível de proteção em todas as idades.

Assim, um suporte social, que fortaleça os vínculos familiares e diminua as vulnerabilidades sociais promovem proteção e a qualidade de vida. O contato com outras pessoas estimula o cuidado com a própria saúde, pois insere o indivíduo em atividades físicas e sociais, melhoram o humor, o que diminui o risco de depressão.

A conveniências modernas e a tecnologia podem levar algumas pessoas a pensar que as relações sociais não são necessárias, mas a interação constante é benéfica não só para a saúde psicológica, como também para a física.

Fisiologicamente todas as aceitações de prazer e bem-estar – como alegria, satisfação e realização – estão relacionadas à liberação de substâncias vasodilatadoras e que fazem bem ao coração, por exemplo. Por isso, quem tem mais sensações de prazer corre menos risco de sofrer uma doença cardíaca.

Quando uma pessoa fica nervosa, aumenta a produção de adrenalina no sangue, que tem ação vasoconstritora (contração dos vasos sanguíneos), o que provoca mais problemas no coração. Logo aquele que é mais “relaxado”, vive mais e melhor.

Postagens relacionadas

O Cotidiano 136776615553006566

Postar um comentário

  1. Ótimo blog, parabéns!
    Li varios posts e achei super interessante os temas abordados.

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Encontre-me no Facebook

Divulgue nossos textos

Últimos artigos

Psicóloga Carla Ribeiro. Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.

+Lidos

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Endereço e contato

Consultório de Psicologia em Santos
Av.: Conselheiro Nébias, 444 - conj. 1709
Encruzilhada, Santos/SP
CEP 11045-000
Telefone: (13) 3301-9055

Total de visualizações

item