Estresse

O termo "estresse" é muito usado, o termo advém da literatura inglesa e significa aflição e adversidade. Hoje o t...


O termo "estresse" é muito usado, o termo advém da literatura inglesa e significa aflição e adversidade. Hoje o termo é utilizado para expressar  um complexo fenômeno tão característico da sociedade atual.

Estímulos externos ao indivíduo geram um conjunto de reações físicas, cognitivas e comportamentais que chamamos de estresse. Situações estressantes se diferenciam em diferentes graus de magnitude, persistência e duração.

Para lidar com situações compreendidas como estressantes, o sujeito faz a leitura da situação de acordo com sua história pessoal, seu aprendizado e experiências prévias, preparando-se para lidar com uma dada situação.

De modo geral, as pessoas tendem a desenvolver um padrão cognitivo, comportamental e fisiológico como resposta à situações estressantes. Este padrão pode estar relacionado ao: enfrentamento e a resolutividade da situação; à evitação, abstendo-se de resposta; e à fuga, na busca de mecanismos de descarga emocional para expressar-se, como por exemplo, o choro, ou expressando as emoções em pessoas e/ou objetos, como os alimentos.

O estilo de vida e a sobrecarga de responsabilidades podem trazer sérios danos à saúde em decorrência de altos níveis de estresse. A má alimentação, o sedentarismo, excesso de trabalho, problemas ou dificuldades de relacionamento, dentre outros aspectos, tendem a gerar um resultado negativo, principalmente à longo prazo. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o estresse e os problemas relacionados a ele atingem 90% da população em todo o mundo.

Superar determinadas exigências do meio pode motivar o indivíduo a vencer os desafios do trabalho e do cotidiano, diminuindo as reações fisiológicas causadas pelo estresse. Caso a pessoa vivencie o estresse de modo duradouro ou intenso, isto pode conduzir a um esgotamento, mobilizando o aparecimento de diversos transtornos de humor. Dentre eles, os mais comuns são transtornos de ansiedade, além de outros problemas físicos de saúde.

Para driblar as reações ao estresse, muitas empresas apostam nas modificações do ambiente de trabalho, na intenção de tornar o ambiente mais favorável à qualidade de vida do trabalhador.

Adequar o perfil profissional é um bom exemplo. Realizado por psicólogos, esta avaliação conduz uma possível realocação de função dentro da organização. Isto favorece a realização profissional, valoriza e proporciona condições saudáveis e favoráveis para melhorar o desempenho e satisfação pessoal, o que traz à empresa o aumento da produtividade e qualidade e diminui o absenteísmo.

Renovar, implantar e implementar estratégias que minimizem o estresse e amplie a qualidade de vida dos funcionários, significa atender às necessidade de mercado, e por sua vez, estimulando sempre o funcionário a contribuir com o seu melhor.

Acompanhe mais detalhes a seguir, no excelente vídeo desenvolvido pelas autoras: Bárbara Bergamaschi, Fabiana Maruchi, Priscila C. Acosta, Priscila J. Amaral, da Faculdade de Psicologia da Universidade Federal da Grande Dourados - MS. Disponível no you tube.


Postagens relacionadas

O Cotidiano 1652870107101564531

Postar um comentário

emo-but-icon

Encontre-me no Facebook

Divulgue nossos textos

Últimos artigos

Psicóloga Carla Ribeiro. Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.

+Lidos

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Endereço e contato

Consultório de Psicologia em Santos
Av.: Conselheiro Nébias, 444 - conj. 1709
Encruzilhada, Santos/SP
CEP 11045-000
Telefone: (13) 3301-9055

Total de visualizações

item