Psicofobia

O mundo seria melhor se cada um tivesse a oportunidade de compreender melhor a si mesmo. Pena que acaba sendo um privilégio para poucos e ainda nos dias de hoje, considerado uma frescura ou coisa de gente maluca por muitas pessoas preconceituosas, infelizmente. 

O preconceito se constitui na forma de agir, é composto por três fatores: a falta de conhecimento (ignorância), atitude (preconceito) e comportamento (discriminação), que realizado diante de algum transtorno mental é chamado de psicofobia. 

Para desmistificar, a PSICOTERAPIA nada mais é um processo para reconhecer em si limitações e aprender a lidar com seus sentimentos e frustrações ao seu modo, respeitando as particularidades de cada um. Traz amadurecimento e crescimento pessoal. Não é uma receita igual para todos, e sim um percurso único que cada pessoa constrói e percorre junto com o psicólogo. 

Com a psicoterapia, o paciente aprende a enfrentar a saudade com tranquilidade, passa a lidar com a ausência sem se desesperar. Passa a dar valor ao que merece, e a quem merece. Passa a reconhecer o erro e deixa de se punir por ter errado e a voltar atrás quando erra. É por esta razão que a psicoterapia trabalha para admitir a verdade para si mesmo, pois somente assim poderemos ter relacionamentos reais e, portanto, levar uma vida recheada e farta de significados e singularidades. 

Você não precisa ficar doente ou ter um problema para buscar psicoterapia, compreender a si e os próprios medos e tabus já são motivos importantes para iniciar o processo. Escolha a satisfação trabalhe em si mesmo a capacidade de admitir a verdade para si mesmo e seguir mais leve e pleno. Vem para a psicoterapia você também.