A dor e a delícia da sinceridade

Vivemos em busca da felicidade, mas o que há são momentos de felicidade, de contemplação com algo maior. Um erro inato, cultivado por contos de fada, é o de crescer acreditando que viveremos para sermos felizes para todo o sempre. Este estado constante de êxtase da felicidade é utópico e que só a fuga através de artifícios poderia nos auxiliar minimamente, como compulsões lícitas... alimentos, compras, bebidas, sexo. – Sim, há também drogas ilícitas, das quais nem vou citar aqui. – Ressalto, auxiliar minimamente, haja vista que a ambição de muitos é adquirir tudo aquilo que o dinheiro não pode comprar. Estes artifícios nos proporcionam pequenas conquistas que refletem em um estado de bem-estar, mas não de felicidade. 


Sim você pode estar feliz por ter adquirido um celular de última geração, ou uma smart tv 4K 3D HDR, ou um carro que tanto almejava ou ainda todas estas possibilidades e ainda sim, sentir-se vazio. Postar as melhores fotos em seu instagram, ou em seu facebook, ou em seu snapchat para que seja reconhecido, ganhe “likes/curtidas” por seu trabalho, por suas escolhas adequadas, que a sociedade e a família esperam que você tome. Em uma vida guiada por escolhas e expectativas de terceiros, quando seu desejo mais sincero seria gastar todo o seu dinheiro e ir surfar no Havaí. As escolhas nos conduzem, e nos consomem.

Ser ou não ser fruto das próprias escolhas em meio a dor e a delícia de ousar? De ser honesto consigo mesmo? É preciso coragem para dar um passo diante dos próprios desejos para que se tornem realidade. Quem não ousa não vive, apenas caminha guiado pelas expectativas alheias.

Os conflitos irão surgir, dúvidas, ponderações, incômodos. Bem-vindo a vida! Se você consegue conviver com seus próprios questionamentos sem se utilizar constantemente de artifícios, sejam eles lícitos ou ilícitos, para buscar uma felicidade camuflada, então você é saudável!

Saúde mental é um estado sadio do ser, um estado de bem-estar mental e não necessariamente normal. Até porque a vida na atualidade quase não tem nada de normal. É estar apto a lidar com as adversidades, com confiança, sem temer o que está por vir. A organização mundial de saúde, considera que saúde “é o estado completo de bem-estar físico, mental e social”, e não apenas a ausência de doenças ou conflitos.

Considero a vida uma montanha russa com altos e baixos, as adversidades nos incomodam primeiramente, mas é justamente por elas nos chacoalharem que proporcionam questionamentos e mudanças. O que faz a diferença é a habilidade de cada um em lidar com as adversidades, com os tapas que a vida dos dá. O modo como reagimos e enfrentamos fala muito sobre nosso estado de saúde mental. Por isso não menospreze sua dor, seu sofrimento e não receie em buscar ajuda profissional, cada um sabe a dor e a delícia de suas escolhas, mas sobretudo de seu desamparo diante de não conseguir em ir em frente com seus próprios desejos.